sexta-feira, 21 de abril de 2017

Santa Missa

Artigo 4

DEVOÇÃO A SANTÍSSIMA VIRGEM

Se queremos ser abençoados da Santíssima Virgem, procedamos para com ela com a ternura de um filho para com sua Mãe.

I- O filho gosta de saudar sua Mãe. Saudemos a Maria, rezando muitas vezes a saudação angélica. A prática ordinária desta devoção consiste

1.º em rezar três Ave-Marias todos os dias, de manhã, e à noite, em honra da Imaculada Conceição da Santíssima Virgem, para ser preservado de todo o pecado, sobretudo da impureza; 

2.º rezar o Angelus de manhã, ao meio-dia, e ao anoitecer; 

3.º em saudar a Maria por Ave-Maria cada vez que se ouve o relógio dar horas;

4.º em repelir por uma Ave-Maria todas as tentações, que sobrevêm; esta oração põe em fugida o demônio;

5.º rezar o terço todos os dias. Oh! quanto este exercício agrada a Maria, principalmente quando é praticada em comum, na família!

II- O filho tem prazer em visitar sua Mãe. Também todos os servos de Maria tem costume de visitar frequentemente e com muita piedade as imagens e igrejas consagradas à sua honra.

III. O filho folga com pronunciar o nome de sua Mãe. O nome de Maria é, para os seus servos fiéis, alegria para o coração, (...) melodia para o ouvido. Santa Brígida ouviu um dia o Senhor prometer à sua Mãe Santíssima que quem invocasse o seu nome, penetrado de confiança e com propósito de se emendar, receberia três graças especiais, a saber: perfeito arrependimento dos pecados, meios para satisfazer a justiça divina, e força para chegar à perfeição, e, além disto, a glória do paraíso. 

IV. O filho de coração bem formado não se envergonha da sua Mãe; ufana-se de trazer sobre si a libré dela. Ora, as librés da Rainha do céu são os seus santos escapulários.

V. Tal filho se compraz o costume de recordar os trabalhos que padeceu a sua Mãe para lhe salvar a vida. Jesus promete quatro graças especiais aos que invocam esta divina Mãe pelas suas dores:

1.º conceder-lhes-á fazerem, antes da morte, uma sincera penitência dos seus pecados;

2.º protegê-los-á nas suas tribulações, mormente na hora da morte;

3.º imprimirá neles a memória da sua Paixão, e lhe dará a recompensa no céu;

4.º com as suas próprias mãos os colocará nas de Maria, para que deles disponha ao seu bel-prazer e lhes alcance quantas graças quiser.

VI. Faz mais o filho digno deste nome: escolhe certos dias para dar à sua Mãe provas mais notáveis do seu amor. O filho de Maria escolherá especialmente o sábado de cada semana, as sete festas anuais da Senhora, e o mês de maio.

VII. Ama as reuniões de família que se fazem em roda duma querida Mãe. Tais são as Congregações da Santa Virgem e Associações de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

VIII. Enfim, é da natureza imitar o filho à sua Mãe. Pelo que, se amamos a Maria, devemos procurar imitá-la, por ser esta a mais gloriosa homenagem que lhe podemos oferecer (cf. Saint-Omer, O Filho de Maria).

Artigo retirado do livro: "As mais belas orações de Santo Afonso)

****

Adquira já o seu!

* O livro "MÊS DE MAIO" já está disponível. 

Interessados entrar em contato pelo e-mail:


Valor: R$ 12,00 (+ frete)


Programação 


Dia 22/04, sábado
Santa Missa às 19h.

Dia 23/04, domingo
Santa missa às 09h.

Dia 24/04, segunda-feira, dia de Nossa Senhora da Penha
Santa Missa às 10h.

Pedimos a todos que puderem chegar o mais cedo possível para se confessarem, assim façam, para não atrasar o horário da Missa.
Senhores e Senhoras, lembrem-se da modéstia no vestuário, na Santa Missa, e em todas as ocasiões. A modéstia não é uniforme para Missa, é dever do cristão, em todas as ocasiões, por amor a Deus. 

Orientações gerais para assistir a Santa Missa:
Rapazes e Senhores: Calças e camisas socialDe preferência camisas sociais até o pulso.
Meninas, Moças e Senhoras: Saias abaixo dos joelhos e blusas até o cotovelo.

quarta-feira, 8 de março de 2017

Quaresma

Quaresma

A Quaresma é um tempo, em que Deus mais se aproxima de nós, pronto a perdoar-nos as faltas, desde que nos esforcemos por evitar o mal. Responder a seus apelos, enveredar por seus caminhos, é libertar-nos da nossa mesquinhez e permitir-Lhe realizar, em nós, os seus sublimes desígnios (epístola). Expulsemos o pecado do nosso coração, como Jesus expulsou os vendilhões do Templo, e então Deus retomará, em nossa vida, o lugar que Lhe compete (evangelho). 

Missal Romano

Oração para evitar o pecado

Ó meu Deus, os inimigos da minha alma não cessarão de combater-me até à morte; se não vierdes em meu socorro, sucumbirei. Ah! pelos merecimentos de Jesus Cristo, eu vos suplico, concedei-me a santa perseverança, e não permitais que me separe de vós pelo pecado. O mesmo favor vos peço para todos aqueles que estão atualmente na vossa graça. Apoiado na vossa promessa, certo estou de obter o dom da perseverança, se continuo a vo-la pedir; mas temo, sim, temo que, nas tentações, me suceda deixar de recorrer a vós, e assim, venha cair no pecado. Peço-vos então a graça de nunca cessar de orar. Fazei que, nas ocasiões perigosas, tenha eu sempre cuidado de me recomendar a vós e de invocar os santíssimos nomes de Jesus e Maria. Eis, ó meu Deus, como estou resolvido a proceder sempre, mediante a vossa santa graça; atendei-me pelo amor de Jesus Cristo.
Ó Maria, minha Mãe, fazei que, todas as vezes que me achar em perigo de perder a amizade de Deus, tenha sempre de recorrer a vós e a vosso divino Filho. 

As mais belas orações de Santo Afonso 

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

DOM ODILO E SUA ESCANDALOSA DEFESA DO CARNAVAL

"Concedei-nos que Vos louve, Virgem Sagrada. 
Dai-nos valor contra os vossos inimigos."



DOM ODILO E SUA ESCANDALOSA DEFESA DO CARNAVAL


O Eminentíssimo Senhor Cardeal brasileiro Dom Odilo Scherer, Arcebispo de São Paulo, tem prosseguido de modo pertinaz e falacioso sua cruzada pessoal em defesa e promoção da horrenda e sacrílega profanação pública da imagem da Santíssima Virgem Imaculada de Aparecida pela escola de samba "Unidos de Vila Maria" no carnaval do estado de São Paulo.

No desenvolver do artigo abaixo pretendemos denunciar esta criminosa cumplicidade do cardeal com o pecado, que destrói a fé e mata a alma das ovelhas que a ele foram confiadas. 

Na defesa que fez do uso da imagem da Virgem de Aparecida no carnaval procura-nos fazer crer que nada há de mal na dita "homenagem" e justificar o injustificável que é esta profanação pública da Sagrada Imagem de Nossa Senhora.

A Igreja Católica sempre foi  e sempre será contra o carnaval.


Qualquer Católico que conheça ao menos os 10 mandamentos da Lei de Deus, e/ou ao menos os 7 pecados capitais (coisa rara em nossos dias) fica no mínimo escandalizado com não apenas a autorização para tal profanação, coisa que segundo ele mesmo admite já a tinha concedido desde 2015, mas também na insistente defesa falaciosa que faz deste pecado público de Irreligião.

Aos Católicos que tem amor a Santíssima Virgem e que conhecem o que a Igreja sempre ensinou, se acaso tiverem coragem, que leiam na integra a publicação do Cardeal no jornal da própria Arquidiocese Paulistana, denominado; "O São Paulo". 

No escrito, Dom Scherer sai em defesa daquilo que ele e outros chamam de "homenagem" e ao qual publicaremos aqui alguns excertos e comentários.

Ao lermos o repugnante texto do Cardeal brasileiro; Nossa Senhora Aparecida no Carnaval, cujo o título por si só já é um ultraje à dignidade da Mãe de Deus e sacrilégio, Dom Odilo coloca-se -literalmente - no papel de advogado do diabo deixando-nos à impressão que talvez este senhor ao contrário de muito de nós, jamais em toda a sua vida tenha caído na desgraça de assistir a um desfile de carnaval e por ignorância não compreenda bem o que se passa nestes desfiles de imoralidade e indecência. Isto poderia explicar o motivo que o fez ter a grande infelicidade de já no título associar à figura da Virgem Imaculada a esta imundície que é o carnaval brasileiro.

Em contrapartida, devemos também considerar que o Cardeal Dom Odilo não seja tão ignorante assim, afinal de contas; é um Cardeal da Igreja Católica, um ancião, um homem bem vivido e que por assim ser, talvez saiba de uma coisa ou outra que lá se passa. Ou quem sabe ainda, insista ele em defender e promover a profanação simplesmente por cegueira, pois está escrito: 
"Ele cegou-lhes os olhos, endureceu-lhes o coração, para que não vejam com os olhos nem entendam com o coração e se convertam e eu os sare" (Is VI,10)

Ou mesmo por respeito humano e falta de coragem em seguir o que Cristo e a Igreja sempre ensinaram;

  “Não tenhais cumplicidade com as obras estéreis das trevas; ao contrário, denuncie tais obras” 
Carta de São Paulo aos Efésios V, 11.


Não sabemos ao certo, Deus o sabe. 

Entretanto se for mesmo apenas por ignorância nós como Católicos fiéis ao que a Igreja sempre ensinou consideramo-nos obrigados a fazer o nosso papel de alertar ao bispo que ocupa este nobilíssimo posto de Cardeal da Igreja Católica, a respeito do que verdadeiramente se passa nestes bailes.


Obrigamo-nos também como dever de caridade a admoestar as pobres ovelhas do rebanho de Dom Scherer para que estas não caiam no gravíssimo erro de segui-lo até Sambódromo do Anhembi e que conscientes de qual é o caminho de Salvação que Cristo trilhou para nós, sigam o Cordeiro de Deus acompanhado de sua dolorosíssima Mãe pelo caminho do Calvário para ser com Ele Crucificado.

E uma vez que tenham suas mentes e almas iluminada pelas verdades dos fatos que lá ocorrem, rezemos nós para que possam todos humildemente confessar seu grave erro de defender e promover o carnaval e a profanação da imagem da Mãe de Deus neste antro de perdição.


Que Deus conceda também ao cardeal a coragem de ir a público denunciar o erro, se opondo fortemente a ele, conclamando a todas as suas ovelhas a também fazer o mesmo. E que busquem de todas as formas possíveis reparar o Coração Imaculado de Maria por toda ofensa e mal que já causou permitindo o uso da sagrada imagem de Aparecida no carnaval.




DOM SCHERER E SUA DEFESA DE "NOSSA SENHORA APARECIDA NO CARNAVAL"
Link para o texto do Cardeal: "Nossa Senhora Aparecida no Carnaval".

Como fora dito, consideremos que talvez o Cardeal Arcebispo de São Paulo, inacreditavelmente ignore o que se passa nestes bailes de carnaval em todo o mundo e desconheça ensinamentos como por exemplo os de São João Maria Vianney, o padroeiro dos Sacerdotes que ensina:

"Não existe um só mandamento, ao qual as danças não levem à transgressão e não existe um só sacramento que não seja profanado por causa das danças."



Em todo o tempo de seu sacerdócio o Santo Cura de Ars combateu incansavelmente contra o pecaminoso costume dos bailes e danças. Sendo também importante fazer notar que viveu ele entre o século XVIII e XIX exercendo o sacerdócio na pequena vila francesa de Ars, em uma época em que a moral Católica ainda era observada pela maioria da população.

Se na pequenina cidade de Ars, São João Maria Vianney já condenava fortemente os seus bailes e danças, que será que diria ele do baile de carnaval brasileiro? Que diria desta escola de samba que irá carregar uma imagem da Santíssima Virgem a sua frente? Que diria o Padroeiro dos Sacerdotes ao saber que um sacerdote, bispo e cardeal, além de aprovar, vem também a público defender e promover o carnaval, escolas de samba e a utilização da sagrada imagem da Mãe de Deus nestes bailes?

Conta-se a respeito do Cura D'Ars, que certa vez o diabo declarou que se houvesse dois padres como João Maria Vianney no século XIX, o reino dele estaria perdido... 

Não vemos mais, infelizmente, padres, bispos e cardeais como o Cura D'Ars, que possuía a coragem de combater os bailes, as danças, o carnaval e todos os pecados que ali ocorrem. O que há agora são bispos e cardeais do jeito que o diabo gosta, que além de não condenar o erro, pecando por grave negligência, tornam-se promotores dos tais bailes e cúmplices de toda a sorte de pecados que lá ocorrem.

O QUE É O CARNAVAL?

O carnaval é uma festa de origem pagã. Seus festejos são um atentado público contra Deus, contra suas leis, contra a sua Igreja e contra a angélica Virtude da Pureza.

É o período do ano onde há a maior exaltação e promoção da imodéstia, da sensualidade, da luxúria, da fornicação, dos pecados contra a natureza; onde crianças são inseridas semi-nuas nestes meios, pervertendo-as e as fazendo perder a sua inocência e pureza infantil; é o tempo dos pecados da gula, onde todo o comportamento torna-se desregrado. 

É a época do ano onde se distribuem aos milhares, contraceptivos e pílulas abortivas; é o tempo onde há maior índice de adultérios, onde a criatura humana tendo a alma morta pelo pecado mortal, entrega-se a sua natureza ferida e brada desavergonhadamente e orgulhosamente "não sou de ninguém, sou de todo mundo e todo mundo é meu também". 

É o tempo da vaidade, da inveja, da maledicência, do lucro excessivo, da avareza, do roubo, das orgias e bebedeiras, do aumento do tráfico e do consumo de drogas, é o tempo dos desentendimentos, da ira e dos homicídios.




Dom Odilo Scherer;  Um cardeal brasileiro, defensor e promotor do carnaval.

Após ser noticiada ao público brasileiro a informação de que uma escola de samba do estado de São Paulo obteve do Cardeal Dom Odilo Scherer e do 'Conselho Pro-Santuário Nacional de Aparecida' a licença para profanar a Sagrada Imagem da Imaculada Conceição de Aparecida Padroeira do Brasil, muitos Católicos reagiram e protestaram contra este ultraje a Mãe de Deus. 

Após a reação e protestos dos Católicos o Arcebispo do estado de São Paulo não demorou a responder e a se colocar firmemente a favor da batucada do samba e do rebolado com a imagem da Mãe de Deus. Logo saiu em defesa da profanação pois que segundo ele, tudo seria feito com muita seriedade e com todo o respeito.

Segue abaixo os excertos retirados da publicação de Dom Odilo no jornal "O São Paulo". ao qual ele dá o ultrajante título Nossa Senhora Aparecida no Carnaval.

Argumenta o Cardeal:
"Sou muito devoto da Mãe de Jesus, Nossa Senhora, invocada com carinho sob muitos títulos.
Desde criança, aprendi a rezar o terço, a cantar à “Mãezinha do Céu” e a me consagrar a ela todos os dias.
Com o povo católico, alegro-me pela comemoração dos 300 anos do achado da imagem sagrada da Mãe Aparecida e escrevi, recentemente, uma carta pastoral à Arquidiocese de São Paulo, com o título “Viva a Mãe de Deus e nossa”, sobre o lugar de Maria no coração de Deus, de Jesus Cristo e da Igreja, não podendo estar ausente do coração dos cristãos.
E fico triste cada vez que se desrespeita a Mãe de Jesus; é como se fosse destratada minha própria mãe."
Dom Odilo inicia sua missiva em defesa do carnaval e da escola de samba "Vila Maria", declarando-se "muito devoto da Mãe de Jesus", e para confirmar-nos o que escreve, traz algumas "provas". 

Conta-nos que quando ainda era apenas o pequenino Odilo lá no sul do país, aprendeu a rezar o terço, (Não informa se o agora já grande Odilo, o reza todos os dias como fazem verdadeiros devotos), garante-nos também que é devoto, por que além de ter aprendido a rezar o terço quando criança, também aprendeu a cantar "Mãezinha do Céu", e a se consagrar todos os dias a Nossa Senhora. 

O cardeal nos apresenta ainda, uma última "prova" de seu devotamento a Nossa Senhora. E esta última é a escrita de uma "Carta pastoral"... digna de um herético pastor anglicano ou luterano.


A Carta Pastoral do Cardeal.

Carta Pastoral de Dom Odilo é uma verdadeira decepção para alguém que se diz devoto de Nossa Senhora, sobretudo se esse devoto for um Cardeal Católico onde se deveria esperar grande erudição, conhecimento teológico e muita piedade mariana.


Nada disso vemos na carta...

Dom Scherer por exemplo, não fora capaz de escrever uma linha sequer a respeito do motivo da Imagem ser chamada de Imaculada Conceição, absolutamente nada diz dos Dogmas de Marianos, nada escreveu a respeito de suas prerrogativas e dos privilégios da Santíssima Virgem, nada escreveu sobre as cinco espécies de ofensas e blasfêmias contra o Imaculado Coração.

Eis que o animadinho gritinho de "Viva Mãe de Deus e nossa" de Dom Odilo, anuncia-nos uma carta pastoral, vazia, superficial, estéril, infrutífera e infecunda. Trata-se de verdadeiro testemunho da falsa devoção deste Cardeal para com a Santíssima Mãe de Deus.

Não iremos comentá-la toda por que seria uma perda de tempo.


Recomendamos porém aos nossos leitores que apenas observem a diferença - Gritante - entre o que o Grande; Doutor da Verdadeira Devoção, São Luis de Montfort escreve sobre a Santíssima Virgem em seu "Tratado" e o que o pobre cardeal brasileiro escreve em sua paupérrima"Carta Pastoral". 

Enquanto São Luís procura demonstrar dentro do que lhe é possível, isto é, na medida do que pode ser demonstrado em um escrito, toda a Magnificência, Grandeza, Realeza e Santidade de Maria e que a devoção a Ela - É necessária para a salvação - Dom Odilo por sua vez procura diminuí-la, esvaziá-la, tomando todo o cuidado para não "exagerar" em seus "devotados elogios" a Aquela, a quem ele chama simplesmente; "mãe de Jesus", do mesmo modo como se referem a Mãe de Deus os hereges protestantes.

Segue a transcrição de uma parte da carta:

Por Dom Odilo Scherer

1. MARIA NOS DESÍGNIOS DE DEUS

Por que nós católicos valorizamos e honramos tanto Maria na Igreja e na vida cristã? 

A resposta é simples e profunda: Ela tem um lugar especialíssimo nos desígnios de Deus em relação à humanidade e à Igreja. Não é porque nós assim decidimos e queremos, mas porque o próprio Deus quis: Ele a agraciou e escolheu para ser a Mãe de seu Filho na terra, dando-lhe uma missão especial na história da nossa salvação.

[Os destaques são nossos]

Quis destacar esta parte em especial inserida neste texto, pois poderia muito bem ter sido escrito por um pseudo-pastor anglicano, e que se assim fosse estaria aí, inserida a heresia protestante negadora do dogma da Imaculada Conceição.

Ensinam os heréticos anglicanos:

"O último dogma é universalmente rejeitado pelos reformados. 

A leitura comumente aceita entre as famílias protestantes, e isto inclui os anglicanos, é que Maria também possuía a mácula do pecado original e que, como tal foi perdoada e salva pela morte vicária e expiatória de Jesus. 

Ela não era “cheia de graça como nos fazia crer o texto da Vulgata, (que inspirou a reflexão escolástica),mas, “agraciada”, como se lê mais corretamente no texto grego. 

Ou seja, a leitura reformada encontra em Maria um receptáculo da graça que a atinge imerecidamente e não alguém que possui, por causa da ausência da mácula original, graça em si mesma."

Fonte: Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, "Maria na tradição da Igreja Anglicana" Rev. Jorge Aquino, ose.

Se Dom Odilo crê ou não na Imaculada Conceição, não podemos afirmar nem que sim, nem que não. 

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Voz de Fátima nº2

VOZ DE FÁTIMA, VOZ DE DEUS Nº 2

VOZ DE FÁTIMA, VOZ DE DEUS                                                         Nº2
11 de fevereiro de 2017
Vox túrturis audita est in terra nostra”
(Cant. II, 12)

O Terceiro Segredo e o Concílio
Os que estudam seriamente Fátima sabem que a chamada “revelação do Terceiro Segredo” é uma falácia.
Entre vários argumentos em abono do que digo há um ao qual gostaria de me referir e que, infelizmente, é pouco falado: a causa por que os Papas desde João XXIII até Francisco negaram-se a revelá-lo.
Indaguemo-nos com toda simplicidade qual seria o conteúdo ali existente que faria calá-los tão teimosamente.
Qual é a “pupila dos olhos” desses Papas? Acaso não é, com toda a evidência, o Concílio Vaticano II? Sim, caro leitor, é isso que quero dizer: estou pessoalmente convencido de que no Terceiro Segredo há a “palavra mágica” “Concílio”. E certamente ela figura aí não em termos elogiosos, mas como sendo a causa da “desorientação diabólica”¹ na qual vivemos; esse Concílio, no entanto, é considerado pelos ditos Papas como a “primavera da Igreja” (e ai daquele que o contestar! Mesmo que seja a Mãe de Deus!!!)
Saiba também o leitor que essa minha convicção pessoal não é gratuita nem sem fundamento.
Aduzo em seu favor dois testemunhos de duas pessoas de grande peso: o Cardeal Oddi e a Irmã Lúcia.
O Cardeal Oddi disse: “Conforme me é conhecido, está escrito que aproximadamente em 1960 o Papa teria convocado o Concílio do qual, contrariamente ao que se esperava, teria derivado tantas dificuldade para a Igreja”.² Com as palavras “conforme me é conhecido”, com toda segurança poderíamos acrescentar às mesmas: “pelo que soube junto aos que leram o Segredo”.
A Ir. Lúcia, respondendo às perguntas que lhe fizeram se o Segredo tinha a ver com o Concílio e suas consequências, ela respondeu “Não posso dizer – não posso falar” “Eu li alguns documentos do Concílio, mas não os li todos” “Eu li sobre alguns problemas, mas não li tudo”.³ Respostas evasivas de quem não quer dizer o que foi perguntado. Por que não o faria? Se a resposta fosse “não” seria muito simples de o fazer. Mas se a resposta fosse “sim” ela estaria diante de dois problemas: 1) Ela não poderia desobedecer àqueles que tinham autoridade sobre ela, os quais com toda verossimilhança eram acérrimos defensores do Vaticano II e tê-la-iam proibido de o dizer; 2) Ela poderia não poderia mentir. Daí as suas respostas tipicamente escapatórias.
Quão bom seria se todos os católicos estivessem convictos da realidade da tese que defendo! Por respeito e obediência às palavras de Nossa Senhora rejeitariam o Vaticano II e as reformas pós-conciliares e voltariam ao que a Igreja sempre ensinou antes do Concílio e adeririam à Tradição bimilenar.
Queira Deus que assim o seja com a contribuição deste modesto artigo.

1- Palavras da Ir. Lúcia, citadas em “Fátima joie intime événement mondial”, pág. 409.
2- 30 Giorni, novembro de 1990.
3- Cf. Controverses, abril de 1995.


sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Recebimento de batina

Resultado de imagem para nossa senhora de lourdes

Prezados amigos, amanhã será um dia de grande alegria para nós por ser dia de Nossa Senhora de Lourdes e também, por ser o dia que nossos confrades Deivid e Daniel irão receber a batina no convento dominicano, Haye aux Bonshommes- FR. Apesar da distância, estaremos unidos em orações.


Conheça o seminário: https://seminaireavrille.org/

***


A batina é o sinal que eu sou de Jesus” 
Mártir italiano Rolando Vivi, de 14 anos, foi facilmente descoberto pelo revolucionários por causa da Batina.



"Oh! Como o bravo envolto na bandeira, contigo hei de morrer, minha batina! Ó minha heróica e santa companheira."
Dom Francisco de Aquino Correa


Oração própria para os sacerdotes e os que aspiram ao sacerdócio

Meu Deus, grande honra é para o homem o ser sacerdote, poder fazer descer do céu às suas mãos o Verbo Encarnado, livrar as almas do pecado e do inferno, ser o vigário de Jesus Cristo, a luz do mundo e o mediador entre Deus e os homens, ser maior e mais nobre que todos os monarcas da terra, ter um poder superior aos dos anjos, ser, numa palavra, deus terrestre, segundo a expressão de São Clemente. Sim, grande honra é esta, e a ela vos dignastes de me chamar, ó meu Deus! Nada mais feliz para mim, mas, de outro lado, nada mais tremendo; porque, se Jesus Cristo quer descer às minhas mãos, para ser meu sustento, é necessário que eu me torne eminente em pureza; se devo ser junto de vossa majestade mediador em favor do homens, é preciso me apresente ante ela isento do pecado; para ser o vigário do Redentor, é necessário me assemelhe a Ele pela minha vida; para ser a luz do mundo, importa-me ser resplandecente de virtude. Em resumo, é necessário que eu seja santo para ser assim digno ministro vosso, ó Deus de santidade! Concedei-me, pois, Senhor, as disposições próprias a este sublime estado, de modo que vale com zelo no que respeita à vossa glória, mortificando os meus sentidos, sofrendo com paciência as penas e perseguições, conservando a pureza de corpo, dando-me ao estudo no intento de ser útil às almas, praticando a doçura e verdadeira caridade com o próximo, e vivendo afastado dos prazeres do mundo. Em suma, ó amadíssimo Senhor meu, dai-me a graça de conservar-me em perfeita união convosco, e fazei-me que, por meio da oração, o meu coração seja o altar em que arda continuamente o fogo do amor divino, para que, depois de vos ter amado e feito amar na terra, tenha a felicidade de vos ir amar eternamente no paraíso. 
Ó rainha do céu, quero de hoje em diante, executar tudo o que puder para vos fazer venerar e amar de todo o mundo. Acolhei o meu desejo, ajudai-me a realizá-lo. Nisto confiado, dignai-vos de inscrever-me no número dos vossos servos e não permitais seja eu em tempo algum escravo de Lúcifer.

As mais belas orações de Santo Afonso 

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

A Voz de Fátima – nº 1

A Voz de Fátima – nº 1

A VOZ DE FÁTIMA
Vox túrturis audita est in terra nostra” (Cant. II, 12)
FEVEREIRO – 2017
Nº 1
Começamos este primeiro número desta modesta publicação realizada em honra do Imaculado Coração de Maria, do qual nós esperamos a salvação de nosso país, de nossas almas e do mundo inteiro. O que Nossa Senhora realizou em Portugal no século XX, preservando-o durante meio século do comunismo, da maçonaria e do modernismo, ela realizará também em nossa pátria e no mundo inteiro se nós nos consagrarmos ao seu Imaculado Coração e se obedecermos aos seus pedidos de não ofender mais a Deus Nosso Senhor já tão ofendido e de fazermos reparação pelas ofensas das quais Ele é objeto assim como Sua Mãe Santíssima.
Que cada um de nós responda com amor aos pedidos de Nossa Senhora de Fátima, consciente de que o Rosário e a devoção ao Imaculado Coração de Maria são os últimos recursos dados ao mundo para sua salvação.
Portugal em 1917 estava no mais profundo caos político e econômico e, além disto, os seminários estavam quase vazios, muitos bispos exilados, a maçonaria mantendo o país sob seu domínio.
O governo havia rompido a união entre o Estado português e a Igreja em 1911. São Pio X reagira fortemente, declarando nula e sem valor esta iníqua decisão governamental.
Alguns anos antes, em 1908, o rei D. Carlos e seu filho haviam sido assassinados e a responsabilidade do governo recaíra sobre Dom Manoel, de 18 anos, o qual não pôde impedir a proclamação da república em 1910, tendo de fugir do país.
Quem poderia salvar Portugal? Nossa Senhora! Aparecendo a três pastorinhos na Cova da Iria, ela mudou os rumos de Portugal e ela fará o mesmo no mundo se nós a ouvirmos.
Poucos anos depois, um governo católico restituiu a Portugal sua alma e Nossa Senhora protegeu a nação portuguesa do comunismo assim como da II Guerra Mundial, como afirmou Pio XII em 1946.
Sejamos pois cruzados de Fátima neste centenário de suas aparições na Cova da Iria. Estudemos, propaguemos e vivamos de sua mensagem que se resume em amar a Deus Nosso Senhor e em impedir por todos os meios os pecados com os quais os homens ferem o Seu divino Coração e o de Sua Mãe Santíssima, de cuja intercessão nós esperamos a salvação de nossa pátria, a de nossas almas, a do mundo inteiro e a da Igreja, ocupada por seus mais cruéis inimigos que, no entanto, serão vencidos por aquela da qual a Santa Liturgia diz que ela venceu todas as heresias.
Fonte: http://beneditinos.org.br/2017/02/a-voz-de-fatima-no-1/

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Devoção das 40Horas: PROGRAMAÇÃO




Retiro para senhoras e moças


Tema: “A mãe e a esposa no lar católico”

De 25 a 28 de Fevereiro de 2017, no Colégio São Bento e Santa Escolástica

Para mais informações: (22) 2540-1136 - Mosteiro da Santa Cruz


Programação

SÁBADO (25)
16:00h – Abertura: 1ªConf.: Do papel de mãe de família na restauração do reinado social de Nosso Senhor Jesus Cristo - Dom André

DOMINGO (26)
08:00h – 2ª Conf.: Da vida familiar e do espírito de oração e
sacrifício - Dom André
14:00h – 3ª Conf.: Do que é o feminismo - Pe. Joaquim
16:00h – Santa Missa (na Capela São Miguel, abertura das Quarenta Horas) com procissão e bênção do Ssmo. Sacramento. - Dom Tomás
19h:30 – 4ª Conf.: Da modéstia católica feminina no vestir e no agir - Dom André

SEGUNDA-FEIRA (27)
08:00h – 5ª Conf.: Do primeiro bem do matrimônio, que é a prole (Casti Connubii, Pio XII) - Pe. Joaquim
11:00h – Santa Missa (no Mosteiro)
14:00h – 6ª Conf.: Da fidelidade no Matrimônio, e de suas renúncias - Dom André
19:00h – 7ª Conf.: Dos males da maneira moderna de educar os filhos - Pe. Joaquim

TERÇA-FEIRA (28)
08:00h – 8ª Conf.: Maria: mãe, esposa e dona de casa: modelo de todas as virtudes. - Pe. Joaquim
10:00h – Missa de encerramento do Retiro e das Quarenta Horas. - Dom Tomás


Fonte: Grupo São Tomás de Aquino

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Breve pronunciamento de S.E.R Dom Tomás de Aquino, sobre a utilização da imagem de Nossa Senhora Aparecida.


Resultado de imagem para dom tomas de aquinoTendo tido conhecimento da escandalosa aprovação recebida por uma escola de samba de utilizar a imagem de Nossa Senhora Aparecida no desfile de carnaval não podemos deixar de elevar nosso protesto contra tal​ profanação.

Em Fátima Nossa Senhora nos advertiu para não ofender mais a Nosso Senhor já tão ofendido.

Que castigos não atrairão sobre nosso país uma tal profanação dirigida contra a M​ãe de Deus Nosso Senhor?!

Que Deus não permita que os brasileiros suportem tal insulto e se oponham a esta profanação.



+ Tomás de Aquino OSB

U.I.O.G.D

O DILÚVIO

Corrupção dos homens. - Os descendentes de Set aliaram-se aos de Caim e acabaram por entregar-se, como eles, a toda espécie de excessos. O gênero humano tornou-se tão ímpio e corrupto, que o Senhor, diz a Escritura, se arrependeu ¹ de ter criado o homem e resolveu exterminá-lo da face da terra por um dilúvio universal.

¹ Quando assim fala, a Escritura acomoda-se ao nosso modo de dizer; os atos de um Deus infinitamente sábio não podem, como os nossos ser seguidos de arrependimento. 

História Sagrada

Invocação a Nossa Senhora Aparecida

Resultado de imagem para nossa senhora aparecida

Senhora Aparecida, o Brasil é vosso!
Rainha do Brasil, abençoai a nossa gente!
Tende compaixão do vosso povo!
Socorrei os pobres!
Consolai os aflitos!
Iluminai os que não tem fé!
Convertei os pecadores!
Curai os nossos enfermos!
Protegei as criancinhas!
Lembrai-vos dos nossos parentes, e benfeitores!
Guiai a mocidade!
Guardai a família!
Visitai os encarcerados!
Norteai os navegantes!
Ajudai o operário!
Santificai o nosso Clero!
Assisti os Bispos!
Conservai o Santo Padre!
Defendei a Santa Igreja!
Esclarecei o nosso Governo!
Abençoai o Presidente da República!
Ouvi os que estão presentes!
Não vos esqueçais dos ausentes!
Paz ao nosso povo!
Tranquilidade para a nossa terra!
Prosperidade para o Brasil!
Salvação para a nossa Pátria!
Senhora Aparecida, o Brasil vos ama!
Senhora Aparecida, o Brasil tudo espera de vós!
Senhora Aparecida, o Brasil vos aclama!
Salve, Rainha!