sexta-feira, 20 de março de 2020

Católicos, a hora é grave. A solução é única.


Buscai primeiro o reino de Deus e tudo mais vos será dado em acréscimo.
Católicos, a hora é grave. A solução é única.

A hora é grave.

Nós escrevemos com nossas vidas a história do cumprimento da mensagem de Fátima. Fátima, Portugal, 1917. Três pequenos pastores portugueses testemunham ver a Santíssima Virgem na Cova da Iria. Séria, grave, mas com um olhar cheio de misericórdia, ela lhes anuncia um iminente castigo e lhes assegura da autenticidade deste através de um milagre estrondoso do qual assistem 70 mil pessoas [o Sol dança no Céu no dia 13 de Outubro de 1917].

Deus punirá o mundo por seus pecados, e o punirá de uma maneira terrível.

Um pecado em particular pede vingança: Os pecados cometidos contra Nossa Senhora. Nossa Senhora prediz um castigo, castigo que é parte essencial do conteúdo do segredo de Fátima. Este castigo, ademais de incluir adversidades temporais, segundo o testemunho da própria irmã Lúcia,  seria sobretudo de ordem espiritual: Quer dizer, Deus abalaria a face da terra permitindo uma terrível crise de Fé, que provocaria uma desorientação universal, ameaçando a salvação eterna de milhões de almas. O segredo deveria ser revelado, atendendo aos pedidos de Nossa Senhora, segundo a Irmã Lúcia, em 1960.

Os inimigos de Deus tramavam

"É preciso uma revolução vestida de tiara e capa". Os papas denunciavam: "na sede do Bem-Aventurado Pedro, lá, erigem o trono da abominação", do Exorcismo de Leão XIII, "...a seita está escondida dentro da Igreja", afirmava sem hesitar São Pio X, e exigindo uma fidelidade sem limites a Doutrina Revelada ordenava a execução do juramento anti-modernista.

O testemunho do Cardeal Pacelli, futuro Papa Pio XII

Estou obcecado pelas confidências da Virgem à pequena Lúcia de Fátima. Essa obstinação de Nossa Senhora diante do perigo que ameaça a Igreja é um aviso divino contra o suicídio que representaria a alteração da fé, em sua liturgia, sua teologia e sua alma (…) Ouço ao redor de mim os inovadores que querem desmantelar a Capela Sagrada, destruir a chama universal da Igreja, rejeitar seus ornamentos, fazê-la ter remorso do seu passado histórico (…) Estou convicto de que a Igreja de Pedro deve assumir o seu passado ou então cavará sua sepultura (…) Dia virá em que o mundo civilizado renegará seu Deus; em que a Igreja duvidará como Pedro duvidou. Ela será tentada a crer que o homem se tornou Deus, que seu Filho é apenas um símbolo, uma filosofia como tantas outras; e, nas igrejas, os cristãos procurarão em vão a lâmpada vermelha em que Deus os espera. Como Maria Madalena, chorando perante o túmulo vazio, perguntarão: “Para onde O levaram?”
____________
Monsenhor Georges Roche e Philippe St. Germain, em “Pie XII Devant l’Histoire“. Edit. Laffont, Paris, 1972, págs. 52–53.
Solução: Só há dois remédios

"Para salvar os homens, Deus quer estabelecer no mundo a devoção ao meu Imaculado Coração" anunciava Nossa Senhora. A história humana é o eco daquela batalha travada por Lúcifer e São Miguel. Toda a Tradição testemunha esta guerra, o mundo é o campo de batalha, nossas almas, o objeto de disputa. "O demônio está travando uma batalha final contra a Santíssima Virgem", disse Nossa Senhora a irmã Lúcia, e só há dois remédios: o Rosário e o seu Coração Imaculado. Nossa Senhora pede a consagração da Rússia ao Coração Imaculado dela que deve ser feita pelo Papa e pelos bispos do mundo inteiro, em um ato solene, a fim de que os planos subversivos tramados nesta nação para o estabelecimento de uma reorganização de mundo onde o materialismo ateu seria o evangelho sejam frustrados. Nosso Senhor quer que recorramos a sua Mãe, única que pode esmagar a cabeça da maldita serpente e trazer a paz ao mundo, paz das almas e das armas, paz que é o Reino de Jesus Cristo.

Os pedidos de Nossa Senhora não foram atendidos

Os pedidos de Nossa Senhora não foram atendidos, a Rússia espalha seus erros pelo mundo, promovendo guerras e perseguições a Igreja, mas o pior estava por 
vir.

1962

O segredo não é revelado. Ângelo Roncalli, um conhecido modernista é eleito soberano Pontífice com o nome de João XXIII, e não tarda em anunciar a abertura de um Concílio. A face da Igreja seria mudada. O ecumenismo, a liberdade religiosa e a colegialidade causariam enfim a apostasia das nações, o abandono do julgo suave do Cristo Rei, apostasia tão desejada pelos inimigos de Deus. O desejo dos inimigos de Deus de eliminarem o nome de Nosso Senhor da sociedade era bem conhecido, e o desejo destes de utilizarem o papado como instrumento chave, já havia sido denunciado por Pio IX. "Nós não descansaremos a ter ver desaparecido da face da terra este louro cabeludo e barbudo", "esmaguemos o infame [segundo eles, o Cristo]". 

Morto João XIII, um outro cardeal modernista é eleito, Mgr. Montini, sob o nome de Paulo VI. Prosseguindo e terminando o Concílio, é ele mesmo abalado pela fumaça de satanás que parece entrar na Igreja de Deus.

O pós concílio: Um repeteco diabólico.

A Igreja assiste a um repeteco diabólico: Padres e religiosos em nome do Concílio abandonam a batina e o hábito religioso, destroem altares, imagens, queimam paramentos, abraçam a revolução em nome da igualdade, enfim, realiza-se segundo o testemunho mesmo de bispos conciliares: A revolução francesa da Igreja.  Conseqüências: A laicisação completa e o abandono da Tradição provoca irremediavelmente a multiplicação das seitas, a diminuição da prática religiosa e o abandono do sacerdócio. O abandono por parte das nações de suas constituições católicas dá ao erro e as falsas religiões a liberdade de se propagarem. As almas estão ameaçadas como nunca. Uma nova missa e novos sacramentos, longe de professarem a fé autêntica, realizam o sonho, enfim, de Lutero.

A batalha continua

Uma linha até agora ininterrupta de papas continuam os ideais do concílio. E pior, suas ações coincidem em uma oposição diametralmente oposta a mensagem de Nossa Senhora. O pobre papa Francisco, longe de atender aos pedidos de reparação ao Coração Imaculado de Maria pelas ofensas que lhe são feitas, recebe no dia mesmo do centenário do milagre do Sol, no Vaticano, uma estátua de.... Lutero. Inacreditável. Lutero, o pai do protestantismo. Do protestantismo que repugna a devoção a Nossa Senhora, a sua Conceição Imaculada, sua Virgindade Perpétua, sua Maternidade Divina, que semeia no coração das crianças ódio para com tão bondosa mãe, protestantismo que...quebra suas imagens. Séria inacreditável se não fosse evidente. Nossos sentidos não nos enganam. A hora é grave. O braço de Deus pesa sobre a Terra.

CORONAVÍRUS

Este vírus que sacode o mundo foi curiosamente batizado com o nome de Coronavírus. Corona, corona... curiosamente ele recebe o mesmo nome do Rosário. O Rosário é a Corona Beatae Mariae Virginis. Fruto do acaso? Deus sabe. O que é fato é que nós devemos e podemos opor-nos a este flagelo, a Santa Coroa do Rosário.   

O que fazer?


Ouçamos a Irmã Lúcia na entrevista com o Padre Agustin fuentes, 1957

"Não há problema, por mais difícil que seja, que não possamos resolver agora com a oração do Santo Rosário. São dois os meios para salvar o mundo: a oração e o sacrifício. Olhe, Senhor Padre, a Santíssima Virgem, nestes últimos tempos em que vivemos, deu uma nova eficácia à oração do Santo Rosário. De tal maneira que agora não há problema, por mais difícil que seja, seja temporal ou, sobretudo, espiritual, que se refira à vida pessoal de cada um de nós; ou à vida das nossas famílias, sejam as famílias do mundo, sejam as Comunidades Religiosas; ou à vida dos povos e das nações. Não há problema, repito, por mais difícil que seja, que não possamos resolver agora com a oração do Santo Rosário. Com o Santo Rosário nos salvaremos, nos santificaremos, consolaremos a Nosso Senhor e obteremos a salvação de muitas almas."

Não percamos tempo

Uma Cruzada: A hora é grave. Temos os remédios. Filhos do Portugal católico, nós temos o dever de servir de exemplo ao mundo. Recorramos humildemente ao Coração Imaculado de Maria, a fim de que ela seja, segundo os desejos do Coração de Deus, a nossa salvação. Recorramos a Ela em um clamor perpétuo através da oração dos quinze mistérios do Rosário, nas seguintes intenções:

a) Coração Imaculado de Maria, nós vos imploramos a graça do perdão e de nossa conversão.
b) Coração Imaculado de Maria, perdão e misericórdia pela abandono da Tradição por parte do Santo Padre e dos bispos do mundo inteiro, abandono provocado pelo Concílio Vaticano II e tudo o que lhe seguiu. Alcance-nos a graça de vê-los reencontrar a verdade, abandonando os erros que os detém encarcerados e que causam a perda de tantas almas.
c) Coração Imaculado de Maria, alcance-nos a graça de que o papa juntamente com os bispos do mundo inteiro, finalmente consagre a Rússia a vosso Imaculado Coração, em um ato solene, atendendo assim a vossos pedidos e a vontade Divina.

Nós sabemos, Mãe, que não merecemos nada, mas imploramos a vossa misericórdia junto ao trono de vosso Filho, junto ao Trono da Trindade Bem-Aventurada. Só a Senhora nos pode salvar.  Nunca, nunca será tarde para recorrer a Jesus e a Maria. Que venha o triunfo do vosso Doloroso e Imaculado Coração.



Inscreva-se já

Inscreva-se já, enviando-nos seu nome, o(s) dia(s) durante a semana e o horário que você poderá travar esta batalha assumindo a oração dos quinze mistérios do Rosário nestas intenções.

A Cruzada será organizada da seguinte maneira: Turnos de quarenta minutos se seguirão ininterruptamente durante as vinte quatro horas do dia, durante estes quarenta minutos você deverá assumir os quinze mistérios do Rosário. A Cruzada começará neste sábado, dia 20 de Março, a meia noite.

Mas atenção! É de grande importante que se nos sinale de possíveis desistências, a fim de que nós possamos organizar as substituições devidas. Inscreva-se e propague. 


fatimaurgente@gmail.com


Organização
Confraria Tradicional do Rosário - BRASIL
Capela Nossa Senhora das Alegrias

www.nossasenhoradasalegrias.com.br

Resultado de imagem para coração imaculado de maria e irmã lucia

Nenhum comentário:

Postar um comentário