segunda-feira, 16 de abril de 2018

Adquira o seu! - Livro: "Mês de maio"


“Mês de Maio” foi escrito no final do séc. XIX pelo excelente padre Félix Sardá y Salvany. Um livro pequeno em seu conteúdo, mas grande em profundidade e beleza, escrito para que seus paroquianos aprendessem a amar ainda mais sua Mãe Santíssima, e que agora os Congregados Marianos editam em português para que também nós possamos aumentar nosso amor à Santíssima Virgem, a solução e única saída para nossa Pátria e para o Mundo. São pequenas meditações e práticas, no estilo anti-liberal característico do autor, para nos ajudar a crescer na vida interior à imitação da Mãe de Deus.

Presidente da Congregação Mariana


Interessados entrar em contato pelo e-mail:

carloshenriquedelazari@hotmail.com


Valor: R$ 12,00 (+ frete)


sexta-feira, 16 de março de 2018

Pequeno catecismo de São José

Resultado de imagem para são josé

Pequeno catecismo de São José
Casto esposo de Maria
------

Iª Lição
Ascendência de São José

231. –  Quem era São José?
São José era homem justo, escolhido de Deus para ser o esposo de Maria Sma. E o pai adotivo de Jesus.

São José nasceu em Belém, na Júdeia, uns quarenta anos antes da vinda de Nosso Senhor. Seus pais, pobres aos olhos do mundo, eram ricos em merecimentos perante Deus.
Pertencia a Nação judaica. Era da raça de Abraão, da real família de Davi e contava entre seus antepassados quatorze patriarcas, quatorze Profetas e quatorze reis.
José e Maria eram ambos descendentes da família real de Davi.

 232. – Pertenceu São José com seus pais em Belém?
Não; partiu para Nazaré, onde exerceu o ofício de carpinteiro.


233. – Por que Deus resolveu que São José fosse apenas um humilde artífice?

Afim de dignificar o trabalho e a pobreza, santificados mais tarde pelo próprio Jesus Cristo.

234.- Que ensina o Evangelho no tocante aos grandes méritos de São José?
O Evangelho ensina que São José era homem justo, para dar a entender que possuía não só a justiça particular, mas a justiça universal, resumo de todas as virtudes.

235. – Que significa o nome de José?
O nome de José significa Acréscimo, o que prova que este santo Patriarca era ornado de todos os dons de Deus.


quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Destruir a Missa Nova

Resultado de imagem para monsenhor lefebvreDestruir a Missa Nova
Conferência de Dom Marcel Lefebvre
14 de março de 1971
 
Qual é a crise que estamos atravessando atualmente? Manifesta-se, no meu entender, sob quatro aspectos fundamentais para a Santa Igreja. Manifesta-se, à primeira vista, acredito eu, e me parece que é um dos aspectos mais graves, porque, para mim, se se estuda a história da Igreja, dá-se conta de que a grande crise que atravessou o século XVI, crise espantosa, que arrebatou à Santa Igreja, milhões e milhões de almas, regiões inteiras, Estados na sua totalidade, esta crise foi, antes de tudo, uma crise do culto litúrgico; e que, se atualmente existem divisões entre aqueles que se dizem cristãos, há que se atribuir mais que a outras causas à forma de celebrar o culto litúrgico; e se os protestantes se separaram da Igreja, a causa principal é que os instigadores do protestantismo, como Lutero, disseram, desde o primeiro momento: "Se queremos destruir a Igreja temos que destruir a Santa Missa". Esta foi a chave de Lutero.

Tinha-se dado conta de que, se chegasse a por as mãos na Santa Missa, se conseguisse reduzir o Sacrifício da Missa a uma pura refeição, a uma comemoração ou recordação, a uma significação da comunidade cristã, a uma rememoração ou memorial da Paixão de Nosso Senhor e, como consequência, que ficasse mais débil o mais sagrado que há na Igreja, o mais santo que nos legou Nosso Senhor, o mais sacrossanto, ele conseguiria destruir a Igreja. E certamente, conseguiu, por desgraça, arrebatar à Igreja nações inteiras, obrando dessa forma.